Oficinas


Data: 21/06 | quarta
Hora: 14h
Local: Centro de Artes e Convenções - 1º andar

 

CREDENCIAMENTO
Temática Preservação e Educação

Data: 22/06 | quinta
Hora: de 13h às 15h
Local: Hall de Convivência – 2º andar –Centro de Convenções

 

1ª REUNIÃO DE TRABALHO DOS PARTICIPANTES DO ENCONTRO DA EDUCAÇÃO: IX FÓRUM DA REDE KINO
Temática Educação

Data: 22/06 | quinta
Hora: de 15h às 15h45
Local: Auditório II – 2º andar - Centro de Convenções

Pauta:Breve relato da pauta e dinâmica da programação e reuniões de trabalho

Coordenação:

·         Adriana Fresquet – curadora da Temática Educação |RJ

·         Isaac Pipano– curador assistente da Temática Educação | RJ

·         Carlos Eduardo Miranda – coordenador da Rede Kino | SP

 

1ª REUNIÃO DE TRABALHO DOS PARTICIPANTES DO ENCONTRO NACIONAL DE ARQUIVOS
Temática Preservação

Data: 22/06 | quinta
Hora: de 15h às 17h30
Local: Auditório I – 2º andar - Centro de Convenções

 

●      Breve relato da Temática Preservação desta edição, pauta e dinâmica da programação

●      Dinâmica de apresentação e diálogo do Plano Nacional de Preservação durante o evento

 

Coordenação:

●      Ines Aisengart Menezes – curadora da Temática Preservação | RJ

●      Carlos Roberto de Souza– presidente da ABPA – Associação Brasileira de Preservação Audiovisual | SP

 

1ª sessão – APRESENTAÇÃO DE PROJETOS E DEBATE
Temática Educação

Data: 22/06 | quinta
Hora: de 16h às 18h
Local: Auditório II – 2º andar - Centro de Convenções

1ª sessão – APRESENTAÇÃO DE PROJETOS AUDIOVISUAIS EDUCATIVOS COMUNITÁRIOS SELECIONADOS COM FOCO NO DIÁLOGO EMERGÊNCIAS AMERÍNDIAS

Tema: IMAGENS AMERÍNDIAS – PRODUÇÃO E REFLEXÃO

Nesta mesa emergem múltiplas conexões com as culturas e os povos ameríndios brasileiros. Seus proponentes trazem projetos de oficinas de cinema, produções audiovisuais e experimentações artísticas, produzidos em cinco estados diferentes do país. Três dos projetos foram realizados no interior das  aldeias, um deles tangencia a questão indígena em um de seus territórios de existência (o semiárido) e o outro atualiza a presença indígena na cena urbana de forma antropofágica.

Projeto: Y'HOVY OHECHAÁRAMI OFICINAS DE CINEMA NA TEKOHA Y'HOVY
Proponente: Ana Carolina Mira Porto | PR

Projeto: INVENTAR COM A DIFERENÇA NAS ESCOLAS DE GOIÁS
Proponente: Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás – Campus Cidade de Goiás | GO

Projeto: DRAMATURGIA DA NATUREZA
Proponente: Noctua Ideias e Conteúdo (Fabulosa Produções Ltda) | MG

Projeto: SEMIÁRIDO EM TELA
Proponente: Raquel da Silva Santos | PB

Projeto: FUNK STADEN ANTROPOFAGIA E PEDAGOGIA
Proponentes: Greice Cohn e Anita Leandro | RJ

Coordenação: Ana Bárbara Ramos – cineasta e coordenadora da Rede Kino | PB

 

PLANO NACIONAL DE PRESERVAÇÃO
Temática Histórica, Preservação e Educação

Data: 23/06 | sexta
Hora: de 10h às 12h30
Local: Auditório I – 2º andar - Centro de Convenções

Planos são instrumentos de planejamento e gestão que têm a finalidade de garantir coerência e estabilidade às políticas públicas. A implementação de uma política setorial é uma demanda antiga dos preservadores audiovisuais brasileiros e foi expressada também em documentos oficiais resultantes dos Encontros Anuais de Arquivos e Acervos Audiovisuais Brasileiros, promovidos durante as edições da CineOP, com a intenção de colaborar na construção e no aprimoramento de políticas públicas nacionais para o setor. Em 2016, durante a 11ª CineOP, o Plano Nacional de Preservação foi concluído – resultado de um processo colaborativo, uma conquista da sociedade civil organizada. A proposta desta mesa é apresentar o resultado deste trabalho, gerar reflexões e ampliar o diálogo.

Convidados:
Anita Leandro – Professora |RJ
Arthur Autran– Professor UFsCar e membro do Conselho da Cinemateca Brasileira |SP
Carlos Roberto de Souza – Presidente da ABPA – Associação Brasileira de Preservação Audiovisual |SP
Mariana Ribas – Secretária do Audiovisual |Ministério da Cultura |DF
Ruy Gardnier– Pesquisador |RJ

Mediadora: Ines Aisengart Menezes – Curadora Temática Preservação |RJ

 

QUEM CONTA A HISTÓRIA? OLHARES E IDENTIDADES NO CINEMA BRASILEIRO
Temática Histórica, Preservação e Educação

Data: 23/06 | sexta
Hora: de 14h30 às 17h
Local: Auditório I – 2º andar - Centro de Convenções

As questões sobre representação e representatividade são a tônica do cinema contemporâneo, quando a quantidade de cineastas mulheres, indígenas e negros aumenta em quantidade, e quando diretores de outras condições sociais buscam filmar o outro. O assunto não é novo, mas ganha novas tonalidades na atual contingência histórica. Alteridade é uma palavra chave, “lugar de fala também”. Mas olhando em retrospecto, o que a História do cinema brasileiro nos revela sobre essa questão e seus paradoxos?

Convidados:
Antônio Leão – Pesquisador, colecionador, escritor e homenageado da Temática Preservação | SP
Cristina Amaral – Produtora, montadora e homenageada Temática Histórica |SP
Pedro Portella Macedo – Cineasta e antropólogo | MG
Patrícia Ferreira – Cineasta indígena – Mbya-Guarani | RS

Mediador: Francis Vogner dos Reis – Crítico de cinema e curador Temática Histórica |SP

 

 

OS MEIOS DIGITAIS E A PRESERVAÇÃO DO PATRIMÔNIO AUDIOVISUAL. O PROJETO DA CINEMATECA VIRTUAL DO CHILE
Workshop

Data: 23/06 | sexta
Hora: de 16h30 às 18h
Local: Auditório I – 2º andar - Centro de Convenções

Neste workshop será abordado o projeto pioneiro conduzido pela Cineteca Universidad de Chile de disponibilização em ambiente virtual de parte do patrimônio cinematográfico chileno. O projeto Cineteca Virtual (http://www.cinetecavirtual.cl), no ar desde 2014, busca dar acesso a parte da coleção desta instituição utilizando ferramentas e recursos que permitam repensar o lugar de uma cinemateca neste novo contexto digital. Com uma coleção extremamente rica e singular, o projeto elaborado por Luis Horta e pela equipe da Universidad de Chile nos convida a refletir sobre o acesso às obras do patrimônio audiovisual, sobre a relação com novos públicos e também sobre os diferentes desafios técnicos que concernem por um lado o processo de digitalização propriamente dito, e por outro, sua disponibilização online e a dimensão legal que a acompanha.

Convidado internacional:
Carlos Ovando – encarregado da unidade técnica de restauração fílmica da Cinemateca do Chile | CHILE

Mediador: Antônio Laurindo – supervisor da Área de Imagens em Movimento do Arquivo Nacional| RJ

*Programação destinada aos participantes do Encontro de Arquivos e interessados previamente inscritos e selecionados no workshop.

 

IMAGENS DO PENSAMENTO SELVAGEM
Temática Educação

Data: 23/06 | sexta
Hora: de 17h30 às 19h30
Local: Auditório II – 2º andar - Centro de Convenções

Entendemos as imagens do “pensamento selvagem” não como “selvagens” enquanto sinônimo de “primitivos”.Selvagem aqui adquire um valor afirmativo em tensão ao “pensamento ocidental”. São imagens do pensamento em estado selvagem, em seu livre exercício. Imagens e pensamentos não-domesticados, que não se subordinam às formas de vida hegemônicas. Para o antropólogo Viveiros de Castro, o pensamento selvagem não se opõe ao pensamento científico como duas lógicas mutuamente exclusivas: o chocalho do xamã é uma ciência equivalente ao acelerador de partículas.

Convidados:
César Guimarães – Professor e pesquisador da UFMG | MG
Isael Maxacali – Cineasta | MG
Rosângela de Tugny – Professora da UFSB | BA
Sueli Maxacali– Cineasta e fotógrafa | MG

Mediadora: Juliana Vieira Costa – Coordenadora da Rede Kino | RS

 

PLANO NACIONAL DE PRESERVAÇÃO AUDIOVISUAL
Temática Preservação

Data: 23/06 | sexta
Hora: de 18h às 19h30
Local: Auditório I – 2º andar - Centro de Convenções

Diálogo sobre o Plano Nacional de Preservação com os representantes da cadeia produtiva do audiovisual 

Convidados:
Alice de Andrade – cineasta |RJ
Carla Domingues – coordenadora de aquisição do Canal Brasil/Globosat | RJ
Maurício Andrade Ramos – diretor-presidente da SPCINE | SP
Roberto Lima – Diretor da Ancine | RJ

Mediadora: Débora Butruce– secretária geral da ABPA – Associação Brasileira de Preservação Audiovisual | SP

 

IMAGEM E FORMAÇÃO
Temática Educação

Data: 24/06 | sábado
Hora: de 09h30 às 12h30
Local: Auditório II – 2º andar - Centro de Convenções

Diante da exuberante produção de imagens por grupos indígenas e de iniciativas formais e não-formais de processos audiovisuais, nos perguntamos se a fabricação dessas imagens é um modo consistente de combate à permanente ameaça de desaparição dos mesmos povos. Como refletir sobre o exercício da docência a partir da produção de imagens que participam de processos de subjetivação política vinculados a movimentos sociais e históricos, em seu anacronismo? Por outro lado, como formar professores atentos às experiências de mediação entre mundos tão díspares? O que acontece quando certa tradição escópica ocidental se encontra com imagens provenientes de outras cosmologias?

Convidados:
Clarisse Alvarenga – Professora da FAE/UFMG | MG
Ludmila Brandão – Professora/pesquisadora da UFMT, coordenadora do Visual Virtual | MT
Patrícia Ferreira Guarani – Cineasta indígena – Mbya-Guarani | RS
Verônica Mendes Pereira – Professora da UFOP | MG

Mediadora: Clarissa Nanchery – Realizadora Projeto Guardiões da Memória | RJ

 

MUDANÇAS TECNOLÓGICAS, OPORTUNIDADE E DESAFIOS: PRESERVAÇÃO AUDIOVISUAL DIGITAL
Temática Preservação

Data: 24/06 | sábado
Hora: de 09h40 às 12h30
Local: Auditório I – 2º andar - Centro de Convenções

As estratégias para preservação de conteúdo originado digitalmente ou de conteúdo digitalizado são complexas, custosas, e necessitam de investimentos constantes além de políticas claras e consistentes para sua viabilização. Como enfrentar questões como deterioração e obsolescência de formatos de arquivo, software, e hardware, gerenciamento de metadados e migração? Neste debate busca-se refletir sobre as soluções encontradas para o gerenciamento da volumosa produção de conteúdo em âmbito de produtoras, dos desafios para o desenvolvimento de repositórios para a conservação de documentos audiovisuais, além do depósito legal de obras financiadas com recursos públicos, e das estratégias de preservação de obras de produção independente.

Convidados:
Lucas Saldanha Werneck – fundador / 2olhares | RJ
Miguel Ángel Márdero Arellano – coordenador da Rede Cariniana | DF
Neiva Pavezi – arquivista UFSM, Coordenadora Comissão Gedai/UFSM. Grupo de pesquisa GED/A (UFSM) e CRIDI (UFBA) | RS
Rodrigo Mercês – coordenador de preservação e laboratório da Cinemateca Brasileiro/Depósito Legal Ancine | SP(a confirmar)

Mediadora: Ines Aisengart Menezes – curadora Temática da Preservação | RJ

 

MUDANÇAS TECNOLÓGICAS, OPORTUNIDADE E DESAFIOS: DOCUMENTOS CORRELATOS E VALORIZAÇÃO DE COLEÇÕES
Temática Preservação

Data: 24/06 | sábado
Hora: de 14h30 às 17h
Local: Auditório I – 2º andar - Centro de Convenções

Os acervos e coleções conservados pelos diferentes arquivos vão, em geral,  muito além das obras audiovisuais. Ao lado de filmes e outros documentos audiovisuais, podemos encontrar uma enorme quantidade de documentos que acompanham as diferentes etapas de produção e recepção dessas obras. Notas de produção, storyboards, roteiros, releases de imprensa, entrevistas, fotografias, cartazes, etc. Toda uma vasta e rica documentação que costumamos denominar, sem muita precisão, de documentos correlatos ou anexos. Estes documentos, fundamentais para a compreensão e contextualização das obras audiovisuais, tem sido objetos de importantes projetos de digitalização e de valorização.  Além disso, as tecnologias digitais têm favorecido a criação de novas formas de valorização das coleções e obras permitindo uma renovação nos processos de comunicação e interação com o público.

Convidados:
Albertina Otávia Lacerda Malta – coordenadora-geral do Centro de Documentação e de Pesquisa da História Brasileira/Cehibra, da Fundação Joaquim Nabuco e diretora de Relações Institucionais da ABPA | PE
Claudia Lacombe Rocha – especialista em Gestão de Documentos – Arquivo Nacional | RJ
Gabriela Queiroz – coordenadora do Centro de Documentação e Pesquisa – Cinemateca Brasileira – Banco de Conteúdos Culturais | SP (a confirmar)
Thiago Veloso Vitral – superintendente do Arquivo Público Mineiro | MG

Mediadora: Miriam Paula Manini – professora UnB | DF

 

PODEM AS IMAGENS MATAR/SALVAR?
Temática Educação

Data: 24/06 | sábado
Hora: de 14h30 às 17h
Local: Auditório II – 2º andar - Centro de Convenções

O imaginário contemporâneo está impregnado tanto da produção de imagens,quanto da sua relação através de uma comunidade de espectadores. Elas constituem uma realidade sensível, oferecida simultaneamente ao olhar e ao conhecimento.Esta mesa procura seguir a provocação da filósofa Marie-José Mondzain, segundo a qual é preciso “interrogar-nos sobre a violência da imagem e a imagem da violência antes de qualquer reflexão sobre o que é uma imagem”. Assim, nos caberia perguntar: o que podem as imagens ao afetar o real? Quais são seus poderes para matar, salvar, educar, transformar?

Convidados:
Amaranta César – Professora da UFRB | BA
Arissana Pataxó– Artista plástica e Professora Indígena |BA
Ernesto de Carvalho – Antropólogo – Vídeo nas Aldeias |PE
Kamikia Kisedje – Cineasta Indígena | DF (à confirmar)

Mediador: Isaac Pipano – Curador assistente da Temática Educação|RJ

 

PLANO NACIONAL DE PRESERVAÇÃO AUDIOVISUAL
Temática Preservação

Data: 24/06 | sábado
Hora: de 17h15 às 19h
Local: Auditório I – 2º andar - Centro de Convenções

Diálogo sobre o Plano Nacional de Preservação com os diferentes elos da cadeia da atividade cinematográfica 

Convidados:
Cavi Borges – produtor e cineasta | RJ
Jorge Bodanzky – cineasta | SP
Lila Foster – pesquisadora e curadora da CineOP | SP
Luiz Rosemberg Filho – cineasta | RJ

Mediador: Mateus Nagime – diretor técnico da ABPA – Associação Brasileira de Preservação Audiovisual | SP

 

DIÁLOGOS CINEMA E EDUCAÇÃO: QUAIS OS AVANÇOS?
Temática Educação

Data: 25/06 | domingo
Hora: de 09h30 às 12h
Local: Auditório II – 2º andar - Centro de Convenções

A mesa propõe manter e aprofundar a reflexão sobre o percurso das ações de regulamentação da Lei 13.006/14, cujo texto foi entregue em maio 2016 ao Conselho Nacional de Educação, por membros da comissão CINEMA=ESCOLA. A LEI obriga a exibição de duas horas de cinema nacional por mês nas escolas de educação básica. O processo de implementação da Lei 13.006 aconteceu simultaneamente a dois movimentos de significativa importância no país: o acordo MEC-MINC para o próximo biênio e a definição da Base Nacional Curricular Comum. Quais os avanços, retrocessos e interrelações entre essas ações durante o último ano?

Convidados:
Cezar Migliorin – Professor da UFF | RJ
Cristina Miranda – Professora de Artes Visuais do CAp-UFRJ | RJ
Inês Teixeira – Professora da FAE/UFMG e integrante da Rede Kino | MG
Maria Angélica Santos – Coordenadora Adjunta do Programa de Alfabetização Audiovisual – Cinemateca Capitólio | RS

Mediadora: Ana Lúcia Soutto Mayor – Pesquisadora EPSJV/FIOCRUZ e CINEAD/UFRJ | RJ

 

MUDANÇAS TECNOLÓGICAS, OPORTUNIDADE E DESAFIOS: A EXPERIÊNCIA LATINO-AMERICANA NA PRESERVAÇÃO AUDIOVISUAL
Temática Preservação

Data: 25/06 | domingo
Hora: de 09h30 às 12h
Local: Auditório I – 2º andar - Centro de Convenções

Esta mesa é um convite para olharmos para além de nossas fronteiras, observar e discutir o que vêm sendo feito por outros países da América Latina em termos de preservação digital e estratégias de acesso. Da digitalização à disponibilização online de filmes e outros documentos, da restauração a programação de salas ou ainda na abertura para pesquisadores e estudantes dos acervos e coleções. Importantes iniciativas vêm sendo realizadas por diferentes instituições de nosso continente. Se o conjunto de problemas e desafios trazidos pelo advento das tecnologias digitais é dos mais importantes e que a cooperação e o trabalho em rede é o caminho para enfrentar-los, nos parece fundamental construir pontes cada vez mais sólidas, em primeiro lugar, com os demais arquivos latino americanos. Nesta edição da CineOp contaremos com a participação de três representantes de arquivos e cinematecas que vem compartilhar suas experiências no campo da preservação digital: A Cineteca Nacional do México, o Museo del Cine Pablo Ducros Hicken e a Cineteca Universidad de Chile.

Convidados internacionais:
Andrés Levinson – preservador audiovisual do Museo Del Cine de Buenos Aires | ARGENTINA
Carlos Ovando – encarregado da unidade técnica de restauração fílmica da Cinemateca do Chile | CHILE
Tzutzumatzin Soto – Chefe do Departamento de Acervo Videográfico e Iconográfico - Cineteca Nacional | MÉXICO

Mediadora: Laura Bezerra – pesquisadora e professora UFBA | BA

 

A EDUCAÇÃO EM TEMPOS DE PRODUÇÃO DE IMAGENS AMERÍNDIAS
Temática Educação

Data: 25/06 | domingo
Hora: de 15h às 16h30
Local: Auditório II – 2º andar - Centro de Convenções

A Educação constitui um espaço fundamental para contribuir na emergência das culturas ameríndias, na defesa de seus espaços, tempos, linguagens, ritos e modos de habitar o país. Vivemos uma grave tensão que pretende apagar os direitos dos povos indígenas à sua terra e às suas formas de viver. O desenvolvimento de políticas afirmativas, de sistemas educativos e a multiplicação de iniciativas de produção audiovisual dos povos ameríndios converge numa estratégia de conscientização e reconhecimento que muda o olhar da história, altera o presente e nos projeta de um outro modo para o convívio futuro.

Convidados:
Roberto Leher – Reitor da UFRJ|RJ

Mediadora: Adriana Fresquet – Curadora da Temática Educação | RJ

 

O PASSADO E O PRESENTE: UMA PERSPECTIVA HISTÓRICA E POLÍTICA DO OLHAR
Temática Histórica, Preservação e Educação

Data: 25/06 | domingo
Hora: de 15h às 17h30
Local: Auditório I – 2º andar - Centro de Convenções

Imagens do passado carregadas de valores, costumes e perspectivas particulares, ganham peso diferente e são ressignificados a partir da experiência do presente. A questão de como o olhar de hoje se relaciona com a imagem do passado é primordial, se quisermos pensar o modo como as imagens do passado podem viver, circular e serem compreendidas nos tempos atuais.

Convidados:
Hernani Heffner– Curador adjunto da Cinemateca do MAM |RJ
João Luiz Vieira – coordenador do PPGCine/UFF Programa de Pós-Graduação em Cinema e Audiovisual da UFF | RJ
Luís Alberto Rocha Melo – cineasta e professor UFJF | MG

Mediador: Lila Foster – Pesquisadora e curadora da CineOP |SP

 

2ª sessão –APRESENTAÇÃO DE PROJETOS E DEBATE
Temática Educação

Data: 25/06 | domingo
Hora: de 17h às 19h
Local: Auditório II – 2º andar - Centro de Convenções

Tema: INVENÇÕES COM O CINEMA EM SITUAÇÕES EDUCATIVAS

Nesta mesa emergem as invenções e reinvenções do lugar “escola com cinema” e de fazer funcionar o cinema na escola enquanto lugar de fortalecimento comunitário. Exercícios e dispositivos que operam com o ver, o fazer e o conversar com o cinema, que forçam o pensamento a pensar com o cinema. Os proponentes apresentam projetos que conectam universidades com escolas de educação básica, projetos pedagógicos e curriculares que conectam as escolas ao cinema. Os projetos apresentam produções que emergem nas fronteiras entre cinema, educação, cultura e arte em busca de identidades e diferenças que assinalam a luta pela diversidade no país.

Projeto: ESCOLA DE CINEMA CINEAD: CINEZÉ ARTE EDUCAÇÃO – UM RELATO SOBRE APRENDER E DESAPRENDER NUM POVOADO RURAL
Proponente: Daniella D’Andrea Corbo | RJ

Projeto: COTIDIANO REINVENTADO – EXPERIMENTAÇÃO COM IMAGENS E SONS A PARTIR DE DISPOSITIVOS DE CRIAÇÃO
Proponente: Marina Mayumi Bartalini | SP

Projeto: EDUCAÇÃO AUDIOVISUAL NO ENSINO MÉDIO
Proponente: Gregório Galvão de Albuquerque | RJ

Projeto: ESCOLA DE CINEMA CINEMENTO
Proponente: Daniele C. Grazinoli | RJ

Projeto: CURTA-METRAGEM
Proponente: Ivanir Barbosa de Oliva e Souza | MG

Coordenação: João Paulo Barreto Dias– educador em cinema e audiovisual e coordenador da Rede Kino | RJ

 

2ª REUNIÃO DE TRABALHO DOS PARTICIPANTES DO ENCONTRO NACIONAL DE ARQUIVOS
Temática Preservação

Data: 25/06 | domingo
Hora: de 17h45 às 19h30
Local: Auditório I – 2º andar - Centro de Convenções

Assembleia Geral da Associação Brasileira de Preservação Audiovisual –ABPA

Pauta:
Apresentação do relatório de atividades 2016/2017
Prestação de contas
Proposta de ação para o período 2017/2018
Assuntos gerais

Coordenação:
Carlos Roberto de Souza – presidenteda ABPA – Associação Brasileira de Preservação Audiovisual | SP

 

EMERGÊNCIAS AMERÍNDIAS
Temática Educação

Data: 26/06 | segunda
Hora: de 10h às 12h30
Local: Auditório II – 2º andar - Centro de Convenções

A produção de imagens no mundo contemporâneo busca resistir às formas de apagamento e opressão. Mas não basta. A cada dia novas ações são precisas para garantir os direitos dos povos às suas terras, sua cultura, suas vidas. “Martírio” é um filme contundente nesse sentido. Uma outra história do Brasil, oculta, esmagada, que emerge com as formas de vida dos povos que resistem física e simbolicamente às tentativas de supressão pelos poderes, pelo Estado, pelo capital.

Convidados:
André Brasil – Professor da UFMG | MG
Marcela Borela – Coordenadora da Rede Kino | GO
Vincent Carelli – Indigenista e cineasta | PE

Mediador: Carlos Eduardo Miranda – Coordenador da Rede Kino | SP

 

MUDANÇAS TECNOLÓGICAS, OPORTUNIDADE E DESAFIOS: MIDIATIVISMO
Temática Preservação

Data: 26/06 | segunda
Hora: de 10h às 12h30
Local: Auditório I – 2º andar - Centro de Convenções

Historicamente as imagens em movimento foram utilizadas como provas e evidências em julgamentos e tribunais. Com a ampla disseminação das tecnologias digitais para registros audiovisuais, câmeras se tornaram armas importantes e foram profundamente utilizadas no registro de manifestações e protestos em todo o mundo, nas formas de registro, difusão, promoção, engajamento e reflexão. O estatuto dessas imagens é central nas atividades de grupos de midiativismo bem como a formação (e organização) de acervos e de sua consequente conservação. Afinal, essas imagens precisam existir para que possam serem usadas em suas respectivas lutas. Nesta mesa, convidamos a uma reflexão sobre os desafios da produção e preservação das imagens em movimento produzidas por indivíduos e/ou coletivos no âmbito do midiativismo.

Convidados:
Júnior – centro de Mídia Independente | RJ 
Paula Kimo – pesquisadora | MG
Victor Ribeiro – video ativista / Witness | RJ 

Mediadora: Maria Byigton – pesquisadora | RJ

 

3ª sessão – APRESENTAÇÃO DE PROJETOS E DEBATE
Temática Educação

Data: 26/06 | segunda
Hora: de 14h30 às 16h30
Local: Auditório II – 2º andar - Centro de Convenções

Tema: IMAGEM, CRIAÇÃO E DIFERENÇA

Nesta mesa emergem conversas do cinema com comunidades escolares e não escolares. Para além dos muros das escolas, os cinemas e seus cineclubes, conectam culturas audiovisuais, identidades e formas do fazer artísticas e políticas, à uma educação visual da memória. As propostas apresentam pesquisas de docentes e cineclubistas, da linguagem cinematográfica e também sobre grupos e comunidade específicas que são trazidas e convidadas para discussão sobre suas identidades de diferenças, através das imagens.

Projeto: CINEMA PINHOLE
Proponente: Maria Cristina Miranda da Silva | RJ

Projeto: CINEFRONTEIRA
Proponente: André Di Franco Michell de Paula | MG

Projeto: MULHERES DA PESCA
Proponente: Yasmin Alves Villaseca | RJ

Projeto: PARAÍSO TROPICAL VIDIGAL
Proponente: Marta Cardoso Guedes | RJ

Projeto: CADA PROFESSORA, UMA PESQUISADORA. PROGRAMA DE ALFABETIZAÇÃO AUDIOVISUAL
Proponente:Programa de Alfabetização Audiovisual | RS

Coordenação: Luís Gustavo Guimarães – coordenador da Rede Kino| SP

 

MUDANÇAS TECNOLÓGICAS, OPORTUNIDADE E DESAFIOS: JOGOS ELETRÔNICOS, MÍDIA ARTE E CINEMA EXPANDIDO
Temática Preservação

Data: 26/06 | segunda
Hora: de 14h30 às 16h30
Local: Auditório I – 2º andar - Centro de Convenções

O escopo do patrimônio audiovisual vai além do cinema e da televisão. Outras mídias e práticas audiovisuais – como jogos eletrônicos, mídia arte e cinema expandido – são parte fundamental do patrimônio audiovisual brasileiro, e deveriam estar no escopo de atuação das as instituições de guarda. Muitas vezes de natureza híbrida e complexa, estas mídias e práticas impõem outros desafios à sua preservação. Como lidar com a combinação de conteúdo e dispositivo de acionamentos, códigos de programação, configuração expositiva? Como essas e outras formas audiovisuais podem expandir as noções e práticas de preservação?

Convidados:
Bruno Vianna – cineasta/Nuvem | RJ
Magali Melleu Sehn – professora UFMG | MG
Renata Gomes – professora UFRB | BA
Ruy Luduvice – pesquisador coordenador da Associação Cultural Videobrasil | SP)

Mediadora: Mariela Cantu – pesquisadora | ARGENTINA

 

DIÁLOGOS DA PRESERVAÇÃO
Temática Preservação

Data: 26/06 | segunda
Hora: de 16h30 às 17h30
Local: Auditório I – 2º andar - Centro de Convenções

Resoluções finais do 12º Encontro Nacional de Arquivos e Acervos Audiovisuais Brasileiros

Elaboração da Carta de Ouro Preto 2017– documento oficial

Coordenação:
Ines Aisengart Menezes – curadora da Temática Preservação | RJ
Carlos Roberto de Souza – presidente da ABPA – Associação Brasileira de Preservação Audiovisual | SP

 

DIÁLOGOS DA EDUCAÇÃO
Temática Educação

Data: 26/06 | segunda
Hora: de 16h45 às 18h
Local: Auditório II – 2º andar - Centro de Convenções

Resoluções finais do Encontro da Educação: IX Fórum Rede Kino

Elaboração da Carta de Ouro Preto 2017 – documento oficial


Participantes: Coordenadores da Rede Kino
Clarissa Nanchery, Luís Gustavo Guimarães, Juliana Costa, Daniela Gil de Sousa, Ana Bárbara Ramos, Katharine Diniz, Marcela Borela, João Paulo Barreto Dias


Colaboração: Secretário da Rede Kino
Eduardo Brandão Pinto (À CONFIRMAR)

Coordenação:
Adriana Fresquet – Curadora da Temática Educação |RJ
Carlos Eduardo A. Miranda – coordenador da Rede Kino |SP